domingo, 20 de março de 2011

EXERCÍCIOS DE KEGEL PARA CONTROLAR A INCONTINÊNCIA URINÁRIA



O Dr. Arnold Kegel foi o primeiro médico a utilizar de forma científica os exercícios de fortalecimento dos músculos pélvicos( mais especificamente um grupo muscular denominado de pubococcígeos - situados entre o osso púbico e o cóccix) para melhorar o controle da incontinência urinária, ensinando suas pacientes a fortalecer a bexiga e outros órgãos pélvicos. 


Em mulheres, estes músculos são frequentemente lesados durante o parto vaginal e perdem mais força na medida em que os níveis hormonais se reduzem na menopausa. Ao contrário de outros músculos do corpo, os músculos do assoalho pélvico não movem um membro ou uma articulação. 


ASSOALHO PÉLVICO




Por este motivo, frequentemente nos esquecemos deles e nada fazemos para manter sua vitalidade. 


O Dr. Kegel percebeu este fato e desenvolveu exercícios para fortalecer esta musculatura.


Os exercícios de Kegel têm sido empregados desde então como uma boa alternativa de tratamento para diferentes tipos de incontinência urinária.



Atualmente, estes exercícios são recomendados para mulheres com incontinência urinária por estresse, para alguns homens que sofrem de incontinência urinária  após cirurgia da próstata e para pessoas que sofrem de incontinência fecal.

O princípio dos exercícios de Kegel é fortalecer os músculos do assoalho pélvico, desse modo melhorando também a função do esfíncter uretral e/ou retal. O sucesso dos exercícios de Kegel depende da técnica apropriada e adesão a um programa regular de  exercícios.

Algumas pessoas têm dificuldade 
em identificar e isolar 
os músculos do assoalho pélvico. 
Deve-se  aprender  a contrair 
os músculos certos.


É típico da maioria das pessoas contrair os músculos abdominais ou os músculos da coxa, em vez dos músculos do assoalho pélvico. Existem várias técnicas para ajudar a pessoa com incontinência a identificar os músculos corretos.

Uma das técnicas é sentar no vaso sanitário e começar a urinar. Tente parar o fluxo de urina, contraindo os músculos do assoalho pélvico. Repita este procedimento várias vezes até perceber que está contraindo o grupo correto de músculos. Não contraia os músculos abdominais, da coxa ou os músculos das nádegas enquanto realizar o exercício.



Outra técnica que ajuda a identificar o grupo correto de músculos é inserir o dedo na vagina (mulheres), ou no reto (homens). Em seguida, tente contrair os músculos ao redor do dedo como se fosse reter o fluxo de urina. Os músculos abdominais e da coxa devem permanecer relaxados. Mulheres também podem fortalecer estes músculos usando um cone vaginal, que é um dispositivo com peso que se insere na vagina e então tentar contrair os músculos do assoalho pélvico no esforço de manter o dispositivo no lugar.





COMO REALIZAR OS EXERCÍCIOS PARA OS MÚSCULOS DO ASSOALHO PÉLVICO:
1. Esvazie a bexiga.
2. Contraia os músculos do assoalho pélvico e conte até 10.
3. Relaxe os músculos completamente e conte até 10.
4. Faça 10 exercícios, três vezes ao dia (manhã, tarde e noite).



Estes exercícios podem ser praticados a qualquer hora e lugar. A maioria das pessoas prefere praticar os exercícios quando estão deitadas ou sentadas. Após 4 a 6 semanas pode-se notar alguma melhora. Pode levar até 3 meses para se ver alterações drásticas.

Alerta importante: algumas pessoas acreditam que podem antecipar o progresso aumentando o número de repetições e a freqüência dos exercícios. Porém, esta prática excessiva pode causar fadiga muscular e aumentar o vazamento de urina.

Não se deve sentir qualquer desconforto no abdome ou nas costas enquanto realizar os exercícios; e, se houver desconforto, você provavelmente está realizando os exercícios para o assoalho pélvico de forma incorreta. 


Algumas pessoas tendem a segurar a respiração ou contrair o peito ao tentarem contrair os músculos do assoalho pélvico. Deve-se relaxar e concentrar-se para contrair somente os músculos do assoalho pélvico.
Fonte:viver em equilíbrio

8 comentários:

  1. pagina exelente e bem esclarecedora para quem precisa destes exercicios.

    ResponderExcluir
  2. as informações são claras e precisas...era tudo o que eu procurava..já estou fazendo a terapia recomendada para incontinencia de esforço...acredito ser a forma menos traumática de "segurar" este problema. Obrigada, Doutor.

    ResponderExcluir
  3. Encontrei as informações que procurava, com clareza. Passarei a realizar os exercícios espero ter exito!. Obrigada

    ResponderExcluir
  4. O site é muito bom com importantes informações. PORÉM, não podemos realizar o exercício que foi indicado quando formos urinar. Esse "vai-e-volta" pode causar infecções. Indicado realizar uma ÚNICA vez para que possa sentir a força do assoalho pélvico, mas JAMAIS repetidamente.

    ResponderExcluir
  5. Anonima 08 de julho de 2013 23;

    procurei e encontrei a orientação que preciso Obrigada por isto.

    ResponderExcluir
  6. Arievilo 23/09/2013
    Gostei muito ,é de pessoas como o doutor KEGEL que o mundo precisa ´,sempre passando informações importantes .Assim evita que pessoas menos favorecidas
    como eu ,tenhamos que nos dirigir aos famigerados postos de saúde as chamadas clinicas da família ,os UPAS que não tem médicos.
    ,

    ResponderExcluir
  7. ótimo site. obrigado mil vezes.

    ResponderExcluir
  8. ótima informação para quem precisa solucionar problemas de I U
    Obrigada Dr.

    ResponderExcluir