sábado, 1 de agosto de 2009

ESPASMOS MUSCULARES

Espasmos aparecem com o estresse e sobrecarga muscular

A atividade física regular é a grande aliada para combater as contrações



Depois de um dia cansativo de trabalho, é hora de chegar em casa e relaxar no sofá. É então que começa aquela tremedeira desconfortável na pálpebra, que não passa fácil: o espasmo muscular deu as caras.

Considerado uma contração involuntária do músculo, o espasmo aparece, principalmente, quando o estresse atingiu o limite ou quando houve uma sobrecarga muscular. De acordo com o neurocirurgião da Associação Médica de Brasília, Luíz Cláudio Modesto Pereira, o espasmo também pode ser o resultado de noites mal dormidas e tensão acumulada. "O fator preocupante é que o espasmo pode gerar uma síndrome crônica, ocasionando a contração permanente do músculo", explica especialista.



QUALQUER MÚSCULO PODE SOFRER ESPASMO,
É MAIS COMUM NOS 
MEMBROS INFERIORES E SUPERIORES
                

No entanto, há dois tipos de contrações: as que não provocam dor e as que provocam. As primeiras são resultado do estresse, como é o caso do tremor da pálpebra: "O que precisa de atenção especial é o fato de que o tremor do olho pode gerar mioclomias, puxadinhas no olho extremamente desconfortáveis", salienta o neurocirurgião.

Já as contrações dolorosas são decorrentes de algum esforço em excesso que o músculo sofreu. "Carregar bolsas muito pesadas, por exemplo, podem provocar uma contratura permanente do músculo dos ombros, devido à sobrecarga. Ou até quem abusa na hora de fazer exercícios físicos pode sentir
contrações musculares", explica Luíz Pereira.

De acordo com o neurocirurgião, o ideal é procurar um especialista quando o espamo permanece, pois é preciso verificar sua origem, que pode ser no nervo, no músculo ou possuir origem psicológica. "A contratura muscular pode ser um sinal, por exemplo, de doenças na medula espinhal.Por isso, é imprescindível saber sua causa."



Porém, a maior parte dos espasmos pode ser evitada. A grande aliada para isso é a
atividade física , "Os músculos precisam de uma boa oxigenação para que os espasmos não apareçam", explica o médico. A seguir, o médico do esporte do Hospital 9 de Julho, Pablius Staduto Braga da Silva, deixa algumas dicas para dar um chega pra lá nos tremeliques.




Faça exercícios aeróbicos
eles irão manter a boa oxigenação dos músculos e impedir as contrações

Coloque a hidratação em primeiro lugar
a reposição dos sais minerais gastos durante os exercícios é crucial para que os músculos estejam sempre saudáveis. "A atividade física gasta os eletrólitos e, se não forem repostos, favorecem os espasmos", explica o especialista

Alimente-se antes dos exercícios
atividade física não pode ser realizada em jejum; o corpo precisa estar preparado para aguentar a repetição dos exercícios.

Aproveite a academia com esforço progressivo
abusar nos exercícios prejudica os músculos, porque pode sobrecarregá-los. Ir com calma e ter acompanhamento profissional é o melhor caminho para fugir das contrações musculares.

50 comentários:

  1. gostaria de saber se esses espasmos que sinto diariamente tem cura.Não faz muito tempo que comecei a pesquisar na net sobre uns sintômas que ando sentindo e o que parece é que estou com ansiedade e gostaria de saber se esses espasmos tem relação com esse problema ,junto com os espasmos sinto tbm formigamento no corpo as vezes parece que saio um pouco do meu estado normal,mais eu estou sempre ciente de tudo o que eu faço lembro que comecei a sentir essas coisas depois que tive filho hj ele tem dois anos mais quando ele era bebe eu sofri muito com noites mal dormidas e entre outras coisas ,e eu pude notar que fiquei muito estressada sem concentração para quase nada .gostaria de saber se vc pode me dar uma ajuda sobre tudo o que lhe expliquei quero saber se sofro de ansiedade mesmo pois quero me cuidar só tenho 21 anos e quero voltar a ter a vida normal que eu tinha antes de ter filho e me casar pois o casamento e meu filho exigem muito de mim e as vezes me sinto muito sobrecarregada quero ter mais filhos mais tenho medo desse meu problema aumentar ,gostaria que me ajudassem a resolve-lô.obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De qualquer forma deve ir ao profissional, mas te ajudo lhe informando que esses sintomas podem ser decorrentes sim da ansiedade ou disturbios pscológicos, para melhorar isto vc deve fazer exercicios fisicos, compartilhar alegrias c/ sua familia e evitar ficar s/ fazer nada pois trazem sentimentos ruins que afetam o bem estar pode ser um hobbie exemplo pintar quadro, desenhar, ... e o mais importante ame a sua familia, planeje e confie em Deus. espero ter ajudado.

      Excluir
    2. QUANDO SOMOS SOLTEIRAS SEM FILHOS LEVAMOS UMA VIDA DIFERENTE DAQUELAS Q SÃO CASADAS E TEM FILHOS OU SOLTEIRAS C/FILHOS.SE ESTAMOS INSATISFEITAS COM A VIDA Q LEVAMOS O NOSSO EGO SOFRE,POIS TODOS OS DIAS FAÇA UMA BOA ORAÇÃO P/AMENIZAR OS SEUS MOMENTOS.O CANSAÇO, O ESTRESSE,A INSATISFAÇÃO FAZ C/Q NOSSO CORPO FÍSICO SOFRA, NOS PROPORCIONANDO ESPASMOS DE DIVERSOS TIPO.PROCURE FAZER TUDO COM AMOR E ALEGRIA E NÃO DEIXE DE PROCURAR UM ESPECIALISTA.Saúde e Felicidades!

      Excluir
  2. Começo sua resposta parafraseando o criador do método pilates:

    "Hábitos incorretos são responsáveis pela maioria de nossas doenças, se não por todas elas"
    Joseph Pilates

    Considero importante a atenção maior ao seu corpo, e se possível buscar ajuda de um profissional capacitado que poderá lhe auxiliar especificamente nesta situação.
    Primeiramente vc precisa descobrir a causa de tudo isto que está ocorrendo c vc.
    Uma maneira de vc iniciar este focar em vc é o correto trabalho respiratório,
    Vc poderá dar uma olhada na matéria que colocamos no mês de outubro:
    ROTEIRO DE RELAXAMENTO PROGRESSIVO E RESPIRAÇÃO DIAFRAGMÁTICA
    o qual poderá lhe auxiliar a iniciar este processo, fazendo c que vc execute uma respiração corretamente
    Qualquer dúvida entre em contato conosco,

    Espero que tenhamos te ajudado um pouco

    Atenciosamente

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  3. Olá, ontem (21/01/10) aconteceu algo que me preocupou bastante, eu senti uns espasmos no músculo da palma da mão esquerda, bem abaixo do polegar, os espasmos eram fortes o suficiente para movimentar o meu polegar. Durou mais ou menos uns 20 min. O que pode ser? Isso é normal?
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  4. Primeiramente é importante você verificar se esta situação está ocorrendo com frequência ou se é uma ação isolada.
    Se for uma ação isolada, deve ser devido a uma atividade muscular intensa que você tenha feito, mas se esta situação é recorrente, convêm procurar ajuda de um profissional especializado, neste caso é bom que procure auxílio de um médico para determinar a causa do problema.

    ResponderExcluir
  5. Boa Noite, gostava de saber o que posso fazer para parar tremores palpebrais no olho esquerdo que tenho há 8 meses e não consegui a cura.
    Fiz tac e n deu nada tomei gabapentina e diversas vitaminas e continuo igual, Obrigada

    ResponderExcluir
  6. Maria
    No texto postado em 24 de janeiro,
    TREMOR DE PÁLPEBRA, POR QUÊ ISTO OCORRE?
    Você vai encontrar dicas de como solucionar este problema, além de ampliar seu conhecimento a respeito desta situação.
    Com uma massagem palpebral suave você relaxará o músculo ao redor do olho, além do mais uma compressa ajudará tbém.
    Outra dica é você fazer uso de um suplemento de magnésio.
    Qualquer dúvida adicional, entre em contato.
    Grande abraço

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  7. ola,ja tive espasmos no olho o que me alivia e uma clorofila forte ,ou seja com bastante folhas de alface e limao antes de dormir ,so precisa acrescentar agua suficiente para cobrir a lamina do liquidificador e as folhas de alface nao costumam dar reaçoes adversas ,quando estou anciosa ponho mais folhas ... pra mim resulta !!da um sono tranquilo.

    ResponderExcluir
  8. Este tipo de tremor geralmente costuma desaparecer sozinho.
    De qualquer forma é interessante ficar atento.
    Caso persista esta situação é importante buscar ajuda de um profissional habilitado, no caso um oftalmologista.
    Veja também , matéria publicada em 24 jan., neste blog:
    TREMOR DA PÁLPEBRA, POR QUÊ ISTO OCORRE? Poderá ser útil.

    Atenciosamente

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  9. boa noite
    há cerca de 3 meses que tenho espasmos nos braços e pernas todos os dias.
    tenho resultados analiticos bons em termos de magnesio, potassio.
    para alem dos espasmos sinto um cansaço imenso no corpo em especial nos braços.
    agradecia conselho
    obrigado´

    ResponderExcluir
  10. Por especial favor:
    Tenho sentido dores nas costas, lado direito, aprox. a meio da zona lombar sagrada. Sinto que é algo moscular ou mole ... foi fazer uma ecografia e diversas consultas e os médicos disseram-me que são espasmos ? ... Deram-me relmus, um anti inflamatório muscular.
    Tal situação procova-me muito mal estar e dores, bem como alguma dificuldade na mobilidade.
    Qual será o melhor tratamento para evitar este desconforto ? ... que tipo de medicação ? ... o analgégico é bom ? ... por favor ajudem-me com algo ! ... Bem hajam, Fernando Franco .

    ResponderExcluir
  11. Marta
    Que bom, você já está com acompanhamento médico e estando com as taxas de potássio e magnésio equilibradas já é um bom sinal.
    Como você refere cansaço imenso nos braços, é importante você observar a dinâmica do seu corpo porque o espasmo aparece, principalmente, quando o estresse atingiu o limite ou quando houve uma sobrecarga muscular.
    Portanto cabe ficar atenta as atividades que vem desenvolvendo no seu dia e perceber se não está havendo um excesso.

    ResponderExcluir
  12. João
    Os músculos precisam de muita oxigenação para que os espamos não apareçam.
    Um forte aliado ao tratamento medicamentoso que vem fazendo são os exercícios físicos, procure atividades aeróbicas que trabalhem com grandes grupos musculares.
    O ideal é você adicionar a ajuda de um profissional que trabalhe com atividade física para que seja bem orientado sobre como fazer isto.

    ResponderExcluir
  13. Thiago almeida. tenho 29 anos estou tendo formigamentos no corpo alguem poderia me diser oque e isso.sera que e estress, trabalho estudo e ajudo minha esposa com nosso bebe de 7 meses .nunca tive isso.

    ResponderExcluir
  14. Thiago o ideal é procurar um especialista, pois é preciso verificar sua origem, que pode ser física ou de origem psicológica.
    O stress pode causar isto sim .
    Considero muito importante o trabalho com respiração, com o intuito de diminuir um pouco a ansiedade.
    Pelo comentário é importante tentar dosar suas atividades, além do trabalho um pouco de lazer é de extrema importância.

    ResponderExcluir
  15. Boa Tarde
    meu none é Eliana tenho 39 anos tenho espamos no olho e na cabeça do lado direito e dor no couro cabeludo,sinto fortes dores a nuca principalmente pela manhã quando acordo não consigo olhar para cima por que a dor é muita, ela só diminui no decorer do dia, mas fico com uma leve dor de cabeça,gostaria de uma orientação do que pode ser estes sintomas.

    ResponderExcluir
  16. o ideal é procurar um médico pois é preciso verificar sua origem, pode ser originada em algum nervo, ou ter origem muscular ou ainda possuir origem psicológica.

    É imprescindível descobrir a sua causa específica e daí agir exatamente no que está causando isto.

    Coloco-me à disposição para maiores esclarecimentos.

    Abraço

    Roberto Quintana

    ResponderExcluir
  17. BOM DIA ! Me chamo Dayana, e a quatro anos atrás comecei a sentir uma forte ansiedade,insonia e também crises de pânico. Com isso veio os espamos. para quem já tinha insonia,isso era péssimo! Comecei a me tratar com um pisiquiatra e tomo venlafaxina. Já melhorei da ansiedade,mas dos espamos não. As vezes acho que isso pode ser um problema neurológico, ou um trauma das crises de pânico.

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Gostaria de saber o que pode ser espasmos no peito - coração. O que fazer para parar? Sinto as veias saltarem. É perigoso?

    ResponderExcluir
  20. É necessário a avaliação de um médico cardiologista para o correto diagnóstico.

    Esta é uma situção que não deve ser deixada de lado.

    É preciso ser investigada.

    A dor torácica é a sensação de dor ou desconforto , percebido de diversas formas e localizado na região do tórax .

    A maneira de sentir a dor e o modo de expressá-la , variam de indivíduo para indivíduo, varia também em função das condições psicológicas e ambientais existentes em um dado momento.

    Quando falamos em dor torácica de origem cardíaca , subentende-se toda uma área de possível de irradiação , que pode se estender desde a mandíbula até o umbigo ) , incluindo os braços , pescoço e a boca do estômago.

    Frente a um sintoma de dor , devemos definir os seguintes aspectos :
    localização ,
    irradiação ,
    característica ,
    duração ,
    fatores precipitantes,
    fatores que melhoram e pioram a dor e os sintomas associados .

    Mas é extremamente necessária uma avaliação médica.

    Atenciosamente

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  21. Olá boa tarde Dr. Estou a alguns dias tendo espasmos na região das costelas logo a baixo das axilas, sinto o musculo tremer as vezes devagar, as vezes acelerado, tive isso por 2 dias sem parar, ai derrepente parou, e agora algumas vezes ao dia volta em tremores rapidos, o que é isso ? o que posso fazer para parar, pois não dói mas incomoda muito... estou preocupada...

    Obrigada
    Graça

    ResponderExcluir
  22. Bom dia!Meu nome é Hugo, tenho 42 anos comecei a sentir uns pequenos tremores involuntários do lado direito do peito. Bem próximo ombro c estende até o pescoço isso pode ser de origem muscular? A um ano atrás fiz todos os exames cardiologicos teste ergometrico - eco card - mapa - e um outro para ver o ritimo cardiaco - unico problema detectado que sou HIPERTENSO no resto tudo normal, mais tomo remédio DIOVAN 80MG e minha pressão está controlada!O que pode está causando esse pequeno tremor?Obrigado e bom dia!

    ResponderExcluir
  23. Hugo

    Considero importante uma pesquisa mais aprofundada sobre esta situação,
    é muito complexo dar um parecer, sem maiores detalhamentos da sua real situação.

    É também interessante verificar outras opiniões médicas à respeito do seu caso.

    Colocamo-nos sempre à disposição para esclarecimentos

    Obrigado,

    Atenciosamente

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  24. Bom dia, sempre tive espasmo muscular mas nunca me dei conta do que seria isto, a um mês atrás tive uma tia minha que faleceu da doença "ela" e comecei a pesquisar na net, comecei a ficar um pouco preocupado com os meus espasmos, eles acontecen geralmente nos membros superiores no ante braço e nos trícipes e fiquei sabendo que está doença da estes tais espasmos musculares, tenho 36 anos e trabalho com sistemas de informção, gostaria de saber sobre estes espasmos se tem alguma coisa a ver com esta doença aguardo respostas, um bom dia a todos.

    ResponderExcluir
  25. Acho de fundamental importância uma avaliação com um médico especialista, que no caso pode ser um neurologista,

    Os pacientes portadores de ELA apresentam uma evolução muito variável tanto no que tange aos músculos acometidos quanto à velocidade do comprometimento.

    Como o quadro é muito diverso podendo apresentar desde a perda progressiva de força dos músculos do corpo e diminuição do tamanho (atrofia) dos músculos afetados, flacidez, , entre muitas outras situações, considero a avaliação de um especialista de extrema necessidade.

    Atenciosamente.

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  26. Olá Roberto
    Primeiramente, obrigado por responder as perguntas aqui feitas. Bom, meu caso é o seguinte. Devido ao abuso do álcool por anos, um dia ao chegar em casa caí e só acordei no hospital. Depois de 21 dias saí mas com problemas nas pernas e mãos: Não tenho forças/equilibrio para caminhar numa subida ou descida, e minhas mãos tremem ao tentar movimentos finos como abotoar um botão ou amarrar um cardaço de sapatos. O que vc sugere?
    A Neurologista do SUS com quem passei algumas vezes atende tão rápido que nunca nem me examinou nem pediu exames etc...
    Eu Sou guitarrista e para mim é muito importante voltar a tocar etc... Por favor, se vc puder me dar uma orientação ficarei grato.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  27. Davis

    É importante você insistir no atendimento com um especialista, no caso um neurologista.
    Somente um neurologista vai poder diagnosticar esta situação.

    Mas um distúrbio muito comum que influi no funcionamento dos nervos por causa de dano resultante do consumo habitual de álcool, é um distúrbio conhecido por polineuropatia alcoólica.

    Veja bem, o consumo de álcool quando habitual e prolongado representam uma condição de alto risco para contrair esta neuropatia alcoólica.

    Esta neuropatia alcoólica normalmente está associada a deficiências de nutrição.

    A condição pode afetar os nervos autônomos (aqueles que regulam as funções internas do corpo, por exemplo: problemas da pressão sangüínea, dificuldade de micção e o movimento do intestino, por exemplo que pode tornar-se lento) ou afetar os nervos que controlam o movimento e as sensações.

    Nesta situação ocorrem alterações na força muscular, mais comuns nas pernas que nos braços. Os sintomas se desenvolvem gradualmente, com a piora progressiva durante semanas a anos.

    Existem diversos exames que poderão ser feitos para a detecção deste diagnóstico.

    Davis, este distúrbio causado pela neuropatia alcoólica é, em geral, permanente e pode progredir se o consumo de álcool não for interrompido.

    Em geral a neuropatia alcoólica não é fatal, mas compromete seriamente a qualidade de vida do indivíduo.
    Os sintomas variam de um sutil desconforto a uma grande incapacidade .

    Portanto o ideal é evitar ao mínimo o consumo de álcool.

    Davis, obrigado e boa sorte.

    Atenciosamente

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  28. Roberto , obrigado pela explanação sobre o caso.
    Realmente eu nunca mais bebi nem pretendo mais beber nada alcoolico desde o ocorrido.
    Eu percebo o quanto posso evoluir se fizer exercicios corretos, eu sinto isso, pois eu saí do hospital na cadeira-de-rodas e hoje ando quase que normalmente, sem nada, nem bengalas, apenas me falta um pouquinho de forças nas pernas para subir ou descer uma rua, ou uma escada por exemplo, daí a fazer um exercício específico ... Quanto às mãos/dedos a partir do momento que comecei a treinar no braço do instrumento pra valer, recuperei quase 90% já... Nas nãos o único porém ainda é quando aos movimentos finos, como abotoar um botão, ou amarrar os cordões do sapato por ex., ou algo que peça o movimento das duas mãos juntas... daí eu dou uma tremida legal, para isso eu ainda não sei o que poderia estar fazendo, mas enfim, é isso, sei que posso evoluir bem mais.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  29. Davis
    Vejo que tem muita força de vontade.
    Parabéns
    Conte sempre conosco.
    Qualquer esclarecimento estamos à disposição.
    Abraço
    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  30. Oi meu nome é adan devido a 3 messes no trabalho stress preção psicologica fiquei meio doente , minha cabeça começou a mexer sozinha do nada , mas antes eu carregava caixas pesadas nas costas e agora sinto uma tensão na região do pescoço e das costas e minha cabeça mexe , dá tipo umas contrações e tem vez que balança sem parar gostaria de uma orientação , já fui no neurol.ogista ele me passou alguns remédios Binerva 300mg e Diazepan 5mg depois que parei de trabalhar me senti melhoras mas ainda continua balançando meu pescoço já fin um eletroencefalograma e nao acusou nada será aulgum problema entre o muscolo do meu pescoço e o nervo? gostaria de uma ajuda uma opinião pois amanhã vou bater um RX da coluna estou meio desorientado , sinto vergonha de sair por causa disso me ajudem por favor


    agradeço des de já adamju2001@hotmail.com msn E-mail

    ResponderExcluir
  31. Adan
    Muita calma,tem que continuar pesquisando,
    como está fazendo, para descobrir a causa destes sintomas.

    Continue seguindo as orientações médicas.



    Atenciosamente

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  32. Estes espasmos geralmente aparecem, principalmente, quando o estresse atinge o limite ou quando há uma sobrecarga muscular muito intensa.

    Portanto muita atenção ao excesso de trabalho.


    Continue pesquisando a causa.

    Atenciosamente

    Roberto Quintana

    ResponderExcluir
  33. boa tarde,
    eu sinto espasmos no polegar direito com sensação de formigamento e dor leve no pulso.o movimento do dedo é forte o suficiente para mexer o mouse se eu estiver com mão repousada sobre ele.
    so tenho 23 anos e estou muito preocupada, marquei médico mas ainda vai demorar muito
    por favor, quais são as hipoteses provaveis?

    ResponderExcluir
  34. É preciso verificar a origem, que pode ser no nervo, no músculo ou ainda possuir origem psicológica.

    Espasmos das mãos pode ser um sinal de anormalidade no nível de cálcio.

    Pode ainda estar associada à falta de vitamina D, ou à redução de função das glândulas paratireóides (hipoparatireoidismo).

    Os espasmos nas mãos são geralmente acompanhados de formigamento ou uma sensação de "agulhadas".
    Podendo ainda ocorrer fraqueza muscular, fadiga.


    As causas mais comuns para espamos nas mãos são:

    * cãibras musculares provocadas pelo esportes ou por lesão muscular relacionada ao trabalho.

    * hiperventilação (condição durante a qual o cálcio fica temporariamente indisponível ao organismo)

    O espasmo de mãos pode ainda ter outras causas.

    Além disso, as causas variam conforme a idade e sexo da pessoa afetada e os seguintes aspectos específicos dos sintomas:
    características,
    evolução,
    fatores agravantes,
    fatores atenuantes e
    queixas associadas.

    Estas podem ser algumas das hipóteses, mas somente o médico poderá avaliar e diagnosticar a real situação.

    ResponderExcluir
  35. olá!
    Já faz uns 3 meses que eu tenho tido espasmos musculares nas pernas, braços, barriga e costas... cada hora é em um lugar e eu nao aguento mais isso.... gostaria de saber que tipo de medico consultar... e se pode ser só estresse ou alguma coisa mais grave...
    Tenho 19 anos e faço faculdade em periodo integral, é bem estressante!
    Obrigada

    ResponderExcluir
  36. O mais interessante é procurar um médico generalista e havendo necessidade ele a encaminhará para a especialidade mais adequada, dependendo da sintomatologia apresentada.

    Atenciosamente

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  37. oi m meu filho está com um espasmo no pescoço o qual o nervo puxa para o lado ,e agora esta dando espamos nos nervos da barriga e ele perde a respiração estamos no tratamento e ainda não diagnosticamos nada , isso aconteceu depois de um caso de dengue já fizemos eletroneuromiografi e não constatou nada ...poderia ser falta de alguma vitima no organismo q pode esta levando esses espamos no nervos

    ResponderExcluir
  38. A vitamina B6 vai atuar na imunidade , funciona como diurético, libera o glicogênio hepático e muscular.

    Faz o equilíbrio do sódio e potássio .

    Pode também ajudar nos processos de crescimento dos tecidos.

    Ajuda na formação dos anticorpos e pode também reduzir cãibras e dormência nas pernas e mãos, além de contribuir para a diminuição de espasmos musculares .

    Portanto na falta desta vitamina específica pode ocorrer aparecimento de espasmos musculares.

    Mas as causas de espasmos são muitas , precisa portanto uma avaliação muito detalhada para a descoberta desta causa.

    ResponderExcluir
  39. Olá. Há três anos tenho na região lombar o que talvez seja espasmo. Músculos se mexem, se contorcem, beliscam, pulam. Não é dor. Só para quando eu durmo. Já fui a dezenas de médicos de diferentes especialidades (ortopedistas, homeopatas, acunpunturistas, neurologista, especialista em dor, etc) e já fiz muitos tratamentos: acunpuntura, hidroterapia, homeopatia, aplicações de cortisona, psicoterapia. Se ficar parada em pé é um horror. Acima do cócix sinto tudo mexendo por dentro, remexendo, chego a sentir a carne e os ossos internos se batendo. Desisti de médicos há um ano e tomo antidepressivos porque preciso trabalhar, cuidar de netos, e viver a vida. Tenho 56 anos, faço dança, hidroginástica,mesmo com "dor". Tenho uma protusão discal que todos os médicos foram unânimes em afirmar que "é tão pequena que não justifica os sintomas". Ouvi falar de aplicação de botox como solução para o incômodo. Procurando na internet vi síndrome de periforme, espasmos do periforme, e finalmente me pareceu algo similar ao que sinto.
    Tinha desistido dos médicos, pois gastei tempo e dinheiro e os espasmos continuam igual, tanto faz ficar de cama ou fazer hidroginástica. Não ando mais na rua, só de carro. Minha vida mudou. O botox pode ser uma solução para mim?
    Fiz exame de tudo e descobri que tenho uma saúde perfeita. Será que terei que viver até o fim dos meus dias com essa "dor"?
    Obrigada. Glória

    ResponderExcluir
  40. Glória

    Antes de tomar esta decisão sua situação deve ser bem avaliada por um médico.
    A aplicação do BOTOX precisa ser avaliada por um médico especialista para ver se o seu caso se enquadra neste tipo de tratamento.

    A aplicação do BOTOX para fins médicos, é utilizada na forma injetável com a toxina botulínica purificada tipo A é um complexo protéico purificado, obtido a partir da bactéria Clostridium botulinum.

    O Clostridium botulinum é uma bactéria que produz diferentes sorotipos de toxina, o sorotipo A é o reconhecido cientificamente como o mais potente e o que proporciona maior duração de efeito terapêutico.

    Quando aplicada em pequenas doses, ela bloqueia a liberação de acetilcolina
    (um neurotransmissor que leva mensagens elétricas do cérebro aos músculos)e, como resultado, o músculo não recebe a mensagem para contrair.

    Dentre as indicações da toxina botulínica tipo A aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) estão:
    estrabismo,
    blefaroespasmo,
    espasmo hemifacial,
    distonias
    e espasticidade.

    Além das indicações terapêuticas, o medicamento é também amplamente conhecido no tratamento de linhas de expressão faciais .

    Glória, na síndrome do piriforme ocorre o estrangulamento do nervo ciático pelo músculo piriforme na sua saída da pelve para a região glútea, o que não justifica, dores na região lombar.

    Portanto esta situação deve ser revista.

    Qualquer dúvida colocamo-nos à disposição para outros esclarecimentos.

    Atenciosamente

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  41. ola a dois dias venho tendo espasmo no labio superior me encomoda muito! UM DIA ANTES TIVE UMA DISCUÇÃO FEIA COM MINHA MULHER! PODE SER A CAUSA, COMO FAÇO PARA QUE ELES POSSAM PPARAR??? GRATO AGUARDO RESPOSTAS

    ResponderExcluir
  42. Eron Lira
    Como mencionado no texto, os espasmos podem aparecer em situações de limites de estresse ou quando há sobrecarga muscular, as primeiras geralmente não provocam dores já os espasmos por sobrecarga muscular podem apresentar dores.

    De qualquer forma o importante é verificar a causa e agir sobre esta causa para o desaparecimento destes espasmos

    ResponderExcluir
  43. Olá, tenho espasmo no corpo todo em especial nos olhos e nos músculos da testa, e furmigamento nas mãos e pernas e moleza sono sempre tenho tontura e muita dor de cabeça e uns repuches nas temporas acima dos olhos,
    não sei se tem aver com hipotiróidismo que tenho, qual médico devo procurar.

    abrigado Geraldo.

    ResponderExcluir
  44. Geraldo

    É importante um contato com um médico neurologista, mas antes tente falar com o seu médico que está tratando seu hipotireoidismo, ele poderá orientá-lo da melhor forma.

    Atenciosamente

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  45. Bom Dia Dr Roberto.
    tenho uma vida muito agitada e sou muito ansioso e estressado. A algum tempo venho tendo frequentes espasmos involuntários nas palpebras formigamento na face nos braços e costas, sinto uma dor muito forte no pescoço tipo uma cólica, ja procurei um ortopedista que disse que estou com espasmos musculares, tomei medicamento mas de nada adiantou, fiz fisioterapia es as dores aumentaram sofro disso a dois anos e não passa, esta virando cronico, agora os espasmos desapareceram do pescoço e apareceu mas costas no meio das costas, não consigo mem me virar na cama. Os remedios não adiantam mais, o que devo fazer para aliviar estas dores, qual profissional devo procurar

    ResponderExcluir
  46. Welyton

    O melhor a fazer é uma consulta com um clínico que pode ser um ortopedista. Um clínico geral também poderá resolver esta situação.
    Deve tentar sessões de relaxamento e tentar relaxar a todo custo.
    Mas o relaxamento é fundamental em um caso como este.

    ResponderExcluir
  47. Olá Meu nome é Wellington, sou músico (pianista). Escrevo pois estou muito preocupado. Já faz um certo tempo que noto alguns pontos em meu braço (especialmente no direito) que doem muito ao serem levemente pressionados, o que imagino serem pontos inflamados. Em certos momentos sentia também dores e sensações de cansaço, fadiga, muscular. Quando vou realizar movimentos de vai-e-vem com o braço esquerdo, sinto um leve calafrio interno (digo assim pois não sei como especificar melhor tal sensação), mas consigo ficar realizando este movimento por um bom período. Já com o braço direito não, pois depois de umas cinco repetições noto que há uma contração muscular (chegando a ter abertura rígida dos dedos) até o movimento ser involuntariamente interrompido. E agora comecei a perceber alguns espasmos do polegar da mão direita, principalmente quando realizo alguns movimentos repetitivos (mesmo que por pouco tempo), sentindo também que ele parece estar um pouco "bobo". Preciso de ajuda. Estou muito preocupado, já que minha profissão depende da boa movimentação dos meus braços e dedos. Aguardo. Obrigado.

    ResponderExcluir
  48. Wellington

    É muito importante a avaliação e definição do diagnóstico por um ortopedista,

    Estas lesões causadas por mecanismos de agressão, que vão desde esforços repetidos continuadamente ou que exigem muita força na sua execução, até vibração, postura inadequada e estresse. Tal situação geralmente é provocada em profissionais expostos a maior risco: pessoas que trabalham com computadores, em linhas de montagem e de produção ou operam britadeiras, assim como digitadores, músicos, esportistas, pessoas que fazem trabalhos manuais, por exemplo tricô e crochê.

    O mais importante é determinar a causa dos sintomas, definir o diagnóstico para eleger o tratamento adequado.

    Para tanto, muitas vezes, é preciso recorrer a uma avaliação multidisciplinar.



    É importante destacar que, na maioria das vezes, esses sintomas que você vem apresentando estão relacionados com uma atividade inadequada não só dos membros superiores, mas de todo o corpo, que se ressente, por exemplo, se
    houver compressão mecânica de uma estrutura anatômica, ou se a pessoa ficar sentada tocando piano por oito, dez horas seguidas.


    Recomendações

    * Procure manter as costas eretas, apoiadas num encosto confortável e os ombros relaxados enquanto estiver tocando o piano.

    Cuide também para que os punhos não estejam dobrados. A cada hora, pelo menos, levante-se, ande um pouco e faça alongamentos;

    * Certifique-se de que a cadeira e/ou banco em que se senta para tocar sejam adequados ao tipo de atividade que você exerce;

    Procure um ortopedista e defina o diagnóstico deste processo para dar início ao tratamento.


    Atenciosamente
    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir