segunda-feira, 15 de novembro de 2010

DOR APÓS O EXERCÍCIO É NORMAL?




Quem faz qualquer tipo de exercício 
ou pratica esporte 
está acostumado com dois tipos de dores 
também conhecidas como 
dores musculoesqueléticas


A primeira, mais ou menos aguda acontece no final de uma série ou durante as pausas estando mais relacionadas com os produtos metabólicos finais e costuma desaparecer ainda durante a seção de exercícios. Sabe-se hoje que, aproximadamente uma hora e meia depois dos exercícios, suas concentrações já se encontram normais.


A outra, a Dor Muscular Tardia, vem nas 24 a 56 horas depois da atividade e depende quase que diretamente da intensidade, duração de esforço e do tipo de exercício realizado. É decorrente do alongamento acentuado das fibras musculares, principalmente no tecido conjuntivo muscular, causando microlesões que provocam processo inflamatório, causando dor.


A Dor muscular Tardia é conhecida como DOMS (Delayes Orset Muscle Soneness), este desconforto ocorre quando uma pessoa se exercita mais do que aquilo que seu corpo suporta ou estimula a musculatura a exercícios diferentes com os quais está acostumadaa.  
 
A principal causa da Dor Muscular Tardia  pode estar relacionada a microtraumatismos e inflamação aguda das fibras musculares, estiramento excessivo do tecido conjuntivo do músculo, alteração no mecanismo celular de entrada e saída de cálcio ou vários fatores conjugados. 



O grande segredo e a maior dificuldade do treinamento de força é a progressão dos exercícios conjugando 

estímulo x recuperação x novo estímulo 
conseguindo respeitar os limites de  dor. 


Encontrar a carga certa para cada momento sem deixar agudizar as dores é o grande desafio.
Descanso demais pode não favorecer uma evolução adequada.
Treinar sempre com a mesma carga, mesmos métodos, e mesmo tempo de recuperação pode ocorrer um efeito conhecido por destreinamento onde o nível de força permaneça inalterado e o volume muscular diminui.

Acrescentar carga sem critério científico traz resultados insatisfatórios.

É sempre bom lembrar que dor é quase sempre um sinal de alarme e não deve ser de todo desprezada. Entretanto, se for suportável a rotina de exercício deve continua.

Se a dor for aguda a atenção deve ser redobrada podendo ser o caso de suspensão da atividade.

         Ao contrário do que se divulga em textos leigos, 
a Dor Muscular Tardia 
não está relacionada à concentração de
ácido lático
e sim com o tipo de contração muscular. 

A Dor Muscular Tardia pode ou não estar associada à inflamação das fibras musculares que podem advir das contrações excêntricas. O que não está bem estabelecido é a questão da inflamação estar especificamente associada ao tipo de contração.

A Dor Muscular Tardia não se refere a apenas uma causa.



Caso seja necessário, há como tratar  esta lesão por meio de alongamento, massagem, aplicação de gelo (crioterapia), uso de antioxidantes e/ou anti-inflamatórios, imersão da região afetada em água gelada .

Quanto à sua prevenção, treinar de acordo com a sua capacidade, aumentando a carga e/ou intensidade de forma gradativa; alongar os músculos antes e depois das atividades; e promover uma alimentação rica em proteínas e vitaminas C e E (anti-inflamatórias e antioxidantes), são medidas essenciais.

fonte:pubmed
 
 

5 comentários:

  1. Gabriel
    Obrigado pelo incentivo.
    Suas sugestões e críticas
    serão sempre bem- vindas.

    Atenciosamente

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de parabenizar pelo post...muito esclarecedor!!! Voltei a malhar semana passada e o treinador pegou muito pesado e acabei sofrendo com dor muscular tardia.
    Gostaria de saber se posso publicar seu post no meu blog ( colocando os créditos claro)

    ResponderExcluir
  3. Dra. Ely Cristina Carvalho.
    Fico agradecido pelo elogio.

    Seu blog: Ely Cristina Carvalho Fisioterapia Orofacial e Postural é um blog muito sério e extremamente confiável.

    Fique a vontade porque nosso compromisso e desafio é esclarecer a população questóes relativas a saúde.

    Atenciosamente

    Roberto Quintana e equipe

    ResponderExcluir
  4. Estou fazendo Rpg e as dores na coluna e cervical e na lombar aumentaram.durmo com travesseiro cervical.

    ResponderExcluir