domingo, 11 de abril de 2010

O TRAVESSEIRO IDEAL

Travesseiro alto, baixo, macio, de plumas...variados e diferentes, escolha o tipo ideal para você. 




QUANDO SE PENSA EXCLUSIVAMENTE EM SONO, A ALTURA É MAIS IMPORTANTE DO QUE A MATÉRIA -PRIMA.




A fita métrica deve ser usada antes de se ir comprá-lo. Para quem dorme de lado, e esta é a posição ideal, a altura da peça tem que ser igual à distância entre o pescoço e a parte externa do braço.



Ortopédico
Vantagens: por possuir as bordas mais elevadas que o centro, mantém a cabeça na altura certa e acompanha o perfil do pescoço.
Desvantagens: não pode ser lavado e pode deformar com o tempo. E não pode ser virado.



Espuma com molas
Vantagens: macio e confortável, ele deforma bem menos que os de espuma comum.
Desvantagens: não é lavável e deforma com o tempo. A deformação das molas conforme o movimento da cabeça gera ruídos.



Espuma compacta (poliuretano)
Vantagens: segundo especialistas, é o mais indicado, pois a altura quase não varia durante a noite. Como o peso sobre ele é pouco, dura bastante.
Desvantagens: não pode ser lavado, além de ser pouco macio.



Flocos de espuma
Vantagens: o espaço entre os pedacinhos de espuma deixa o travesseiro bem macio.
Desvantagens: como os flocos de espuma são soltos, eles deslocam-se para as extremidades da fronha durante a noite.



Pena de ganso
Vantagens: é extremamente macio e leve, além de não deformar com facilidade.
Desvantagens: assim como o de flocos de espuma, as penas se deslocam para as extremidades, deixando buraco no centro do travesseiro. Não é lavável.



Látex com furos
Vantagens: é lavável, macio e indeformável. Tem durabilidade de até cinco anos. Os furinhos permitem a passagem do ar.
Desvantagens: é pesado, além disso, sua maciez excessiva faz com que a cabeça fique muito baixa.


Travesseiro Visco-Elástico(Nasa)
Vantagens: Os travesseiros produzidos com tecnologia N.A.P, Natural Active Pillow, de material 100% visco-elástico de alta densidade, são capazes de moldar-se aos contornos exatos da cabeça e da coluna cervical na região do pescoço, proporcionando o apoio ideal e garantindo a posição correta ao dormir. São compostos por uma espuma termo-sensível, com a capacidade de dissipar o calor do corpo, anti-pressão com retorno lento, e tratamento bactericida evitando a proliferação de ácaros, fungos e bactérias, melhorando assim a sensação de conforto e bem-estar.



Dicas:
Teste um modelo para saber se é o mais apropriado. “Pague o mico”, deite-se e apóie a cabeça no travesseiro, em último caso, encoste o travesseiro na parede e pressione a cabeça.

 

É importante a altura do travesseiro para garantir a sustentação do pescoço e o conforto recomendado para uma noite de sono restauradora.


Os altos ou muito baixos comprimem os músculos do pescoço e conseqüentemente as veias e as artérias da área, prejudicando a circulação. Aí os efeitos são sentidos logo ao acordar: torcicolo, adormecimento na nuca e dores nos ombros.”

 

Depois da escolha correta, é importante manter o travesseiro limpo para conservá-lo por mais tempo e evitar os ácaros. Banhos de sol semanalmente, banho de água e sabão a cada seis meses (para os modelos laváveis) e trocar as fronhas pelo menos duas vezes por semana, são algumas dicas para deixá-lo impecável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário