domingo, 2 de dezembro de 2012

COLUNA RETA DEMAIS

Você sabia que não é so o aumento da curvatura da coluna (corcunda) que causa dor? 

Ela ser reta demais também causa desconforto e dores. 

Faça uma avaliação e descubra como é a sua.


Formada por uma pilha de 33 vértebras que se estende da região do pescoço até o cóccix. Alinhada por ligamentos e músculos bem resistentes que unem um osso ao outro e, assim, seguram as articulações no lugar. Além de sustentar o corpo, tem a função de proteger a medula espinhal (nervos) - uma estrutura longa e frágil que é a principal via de comunicação entre o cérebro e o restante do organismo. 

Cada vértebra é separada por um disco (que funciona como um colchão de proteção ou amortecedor) capaz de absorver o impacto das forças que atuam na coluna, além de permitir a mobilidade de vértebras vizinhas, impedindo que os ossos raspem entre si.

Curvas naturais

A coluna vertebral não é totalmente reta. Ela possui quatro curvaturas naturais ao longo do seu trajeto: lordose cervical, cifose torácica, lordose lombar e cifose sacral. 

Quando são muito acentuadas, essas curvas caracterizam desvios posturais conhecidos como hiperlordose ("bumbum arrebitado"), hipercifose ("corcunda") e escoliose (coluna em formato S). Esses problemas ajudam a empurrar as vértebras, comprimir os nervos e provocar dores. 

As curvas da coluna vertebral se modificam para se adaptar à posição bípede. O recém-nascido apresenta apenas uma curvatura na coluna, que é em flexão total (uma grande "corcunda"), devido à posição do feto dentro do útero.

Durante o parto, quando a cabeça do bebê passa pela bacia da mãe, a primeira curva a se formar é a lordose cervical. Esta lordose permite a visão horizontal e a fonação. A lordose lombar aparece quando a criança passa de quadrúpede (engatinhar) para bípede.

As curvaturas fisiológicas da coluna têm a função de aumentar a flexibilidade e a capacidade de absorver choques e, ao mesmo tempo manter a tensão e a estabilidade adequada das articulações intervertebrais. 

A alternância de lordoses e cifoses possibilita a elasticidade e a força da coluna. Essas curvaturas têm para a coluna uma função muito especial: equilibrar e facilitar a distribuição do peso e das forças compressivas, impedindo a sobrecarga de áreas específicas. É simples, na ausência dessas curvas, a coluna seria igual a uma tábua, o que dificultaria a sua mobilidade.

As alterações de postura, seja um aumento das curvas (hipercifose = "corcunda" ou hiperlordose) ou diminuição (coluna reta) prejudicam essa harmonia para as contrações musculares o que pode propiciar dores ou outras lesões como artrose e hérnia de disco




1. SEGMENTO CERVICAL 

Corresponde às 7 vértebras na região do pescoço. Geralmente, as dores ocorrem pela tensão muscular provocada pelo estresse.


2. SEGMENTO TORÁCICO
Composto por 12 vértebras, é o local mais estático da coluna vertebral, portanto, menos exposto a pressões. No entanto, tentar manter uma postura ereta demais, contrariando a curvatura natural (cifose torácica - leve "corcunda"), também costuma gerar problemas.


3. SEGMENTO LOMBAR
Engloba as 5 vértebras maiores e mais fortes, responsáveis por sustentar todo o peso do corpo. É por isso que a lombalgia é a dor nas costas mais freqüente.


4. SEGMENTO SACRAL
Representa a base da coluna. São 5 vértebras que se fundem, dando origem ao sacro e ao cóccix.











Nenhum comentário:

Postar um comentário